• 28 de fevereiro de 2024

Em posse dos Comerciários, Rosa exalta unidade com SintraSuper e CTB

Uma noite com ato político e cultural marcou a posse da nova diretoria do Sindicato dos Comerciários de Salvador, nesta sexta-feira (30). No Espaço Cultural da entidade, os 19 eleitos e eleitas foram saudados por familiares, colegas de empresa, sindicalistas de outras categorias e entidades dos movimentos sociais, além do vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), da deputada federal Alice Portugal (PCdoB).

O ato teve vários momentos, com o Hino Nacional, o Hino ao 2 de Julho e apresentação de um vídeo que mostrou a trajetória de luta da categoria comerciária e mostrando que a gestão “Comerciári@s em 1º lugar” é herdeira de lutas no comércio há mais de 120 anos. Começa em 1900, com a Associação dos Empregados no Comércio da Bahia, passando pela carta sindical em 1934 com o escriturário e comunista Antônio Valença. Em março de 1942, várias associações se juntam em uma só entidade.

E chega em 1987, com a grande greve na rede Paes Mendonça, que depois se espalha por outras empresas (Mesbla, Ipê, A Provedora, Feira dos Tecidos, entre outras) e setores do comércio e coloca muitas lideranças de luta na estrutura do Sindicato. A partir daí, muitas lutas se sucederam, garantindo lutadores do comércio na entidade, que foi modernizada e protagonizou conquistas importantes até os dias atuais.

Presidenta do SintraSuper e da CTB Bahia, Rosa de Souza falou do orgulho em fazer parte das lutas no comércio. “É uma escola que nos ensina muito. Bom ver a renovação na diretoria e a presença de mulheres. A CTB Bahia e o SintraSuper estão firmes com essa nova gestão para os futuros embates por dias melhores para os comerciários e as comerciárias”, destacou.

Ao falar por toda diretoria, o presidente Renato Ezequiel destacou o papel dos dirigentes sindicais, especialmente os novos diretores. “Vamos ter lutas com sol e com chuva, mas teremos satisfação em defendermos a categoria e conquistar vitórias. Vamos ajudar a reconstruir o País com Lula na presidência, e a resgatar direitos importantes. Entender as mudanças no comércio e nas empresas, e seus impactos na vida da categoria. Para entender as mudanças no perfil da categoria comerciária e falar com a juventude e pessoas da população LGBTQIAPN+”, pontuou.

Dirigente dos Comerciários de Itabuna e presidente da Federação dos Comerciários da Bahia (FEC-BA), Jairo Araújo reforçou o papel dos dirigentes na luta para melhorar a vida das suas categorias. “Sempre nos renovamos com a posse da diretoria de um sindicato e a FEC dará todo apoio a essa gestão, pois temos uma grande tarefa: tocar corações e mentes dos trabalhadores e trabalhadoras do comércio para abraçarem as lutas que desenvolveremos”, enfatizou.

SAUDAÇÕES DE LUTA

O presidente do Sindicato dos Bancários e vereador Augusto Vasconcelos colocou seu mandato à disposição e destacou a participação da entidade nas lutas de Salvador. “Não só em defesa da categoria comerciária, com a luta pelo pagamento dos domingos, mas da sociedade baiana”.

Para a deputada federal Alice Portugal, o novo momento do Brasil com Lula dá ânimo e vai exigir apoio popular, do sindicalismo e dos movimentos sociais. “Tenho certeza que essa diretoria vai dar o seu recado, defender bem a categoria comerciária e estará nas ruas com a agente lutando para resgatar políticas públicas importantes”, afirmou.

Presidenta da União Brasileira de Mulheres (UBM) em Salvador, Jéssica Baiano lembrou quando era do movimento estudantil e solicitava apoio dos Comerciários. A dirigente reforçou que a UBM será parceira do sindicato nas lutas. O vice-presidente da CTB Nacional, Everaldo Braga, enfatizou que os Comerciários de Salvador jogam papel importante para as lutas da Central. Representando a secretária de Promoção da Igualdade, Ângela Guimarães, Everaldo Augusto falou que a pasta está à disposição para realizar parcerias em ações para combater o racismo no mercado de trabalho.

Prestigiaram o ato sindicalista do Sinpojud, metalúrgicos, bancários, APLB, Sindicato dos Comerciários de Lauro de Freitas, PCdoB Maragogipe e Afoxé Filhas de Gandhy. Além dos dirigentes do SintraSuper Edvã Galvão, Anderlei Costa, Antônio Suzart, Matias Santos, Adilson Alves, Josélia Ferreira, Antônio Rodrigues, Carine Dias, Antônio Sebastião, Taina de Jesus, Evangelista Rios, Dalva Leite, Fábio Leandro, Evilasio Lima, Kilson Melo, Erivaldo José e Reginaldo Sá.

Post Anterior

Consumo nos Lares acumula alta de 2,14%, aponta ABRAS

Próximo Post

Com Lula presente, SintraSuper destaca inspiração no 2 de Julho