• 28 de fevereiro de 2024

SintraSuper planeja campanha salarial forte nos supermercados

Para garantir uma forte e vitoriosa campanha salarial este ano, o SintraSuper realizou o tradicional seminário de planejamento. A atividade foi marcada pela avaliação do cenário econômico e político, além da definição das estratégias para ajudar nas negociações. E contou com a presença do presidente do Sindicato dos Comerciários de Lauro de Freitas, José Carlos.

“Esse é o momento mais importante da nossa categoria, onde lutamos para reajustar os salários e para garantir direitos sociais. Vemos um cenário positivo, mas não será fácil, exigindo muita unidade da categoria e firmeza nas negociações. Vamos com tudo para conquistar mais uma boa convenção coletiva de trabalho”, afirmou a presidenta do SintraSuper, Rosa de Souza, também presidenta da CTB Bahia.

Conduzida pela diretora de Formação, Dalva Leite, a atividade teve a palestra da coordenadora do Dieese na Bahia, Ana Georgina Dias, e trabalhos em grupo. “Primeiro, debatemos as informações e dados sobre as questões econômicas para entender melhor em que cenário a campanha vai se realizar. Em grupos, os dirigentes refletem e definem as ações que podem ajudar a conquistarmos um resultado positivo”, destacou.

CENÁRIO PROMISSOR

Ana Georgina Dias apresentou vários números que apontam para uma campanha salarial vitoriosa. “A economia e o setor do comércio, especialmente os supermercados, se beneficiam das medidas do governo federal, que melhoram o emprego, a renda e o consumo. Podemos destacar a retomada de programas importantes, como Minha Casa Minha Vida; a política de valorização do salário mínimo; a retomada de obras paradas, Desenrola e Novo PAC”, pontuou.

A economistas lembrou que o índice de inflação projetado para a data-base em março é de 3,47% e colocou outros números importantes. “O salário mínimo teve ganho real de 3% (percentual de variação do PIB em 2022). No período de dezembro de 2022 a novembro de 2023, houve variação positiva do volume de vendas no comércio (no Brasil: 1,5%, e na Bahia: 4,6%). Também na variação da receita nominal de vendas (Brasil: 4,7% e Bahia: 5,2%). Considerando o setor de supermercados, no Brasil foi de 3,8% e na Bahia, 4,4%. Na variação da receita nominal de vendas, o setor viu crescimento de 9,5% no Brasil e de 10,1% na Bahia”, enfatizou.

HORA DA VALORIZAÇÃO

Nos debates, os dirigentes fizeram várias observações, como a aquisição e fusão de grandes empresas para vencer a concorrência e ampliar seus lucros. E a situação boa, também, dos pequenos e médios supermercados. O fato é que os números da economia mostram o setor de supermercados indo muito bem, obrigado. Agora, é o momento de valorizar quem ajuda as empresas a terem esses resultados positivos. Nada mais justo do que reconhecer o esforço e a dedicação dos trabalhadores e das trabalhadoras concedendo reajuste com ganho real.

 

Post Anterior

Solidariedade e força marcam ato do SintraSuper contra o Carrefour

Próximo Post

Rosa destaca desafios do ano para classe trabalhadora