• 28 de fevereiro de 2024

Supermercados têm alta de 3% na vendas; salário e programas sociais ajudaram

Grande termômetro da economia de um país e da vida da grande maioria da população, o setor de supermercados viu as vendas crescerem 3,09% em 2023, comparado com o ano anterior. Em dezembro do ano passado, a alta foi de 10,73% em comparação com o mesmo mês de 2022. O levantamento é da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), que divulgou os resultados nesta quarta (24).

Segundo o vice-presidente da Abras, Marcio Milan, o cenário econômico foi favorável à expansão do consumo. “A menor inflação dos preços dos alimentos para consumo no domicílio na comparação com o consumo fora do lar foi um fator essencial para o crescimento do consumo das famílias ao longo do ano. Além da queda no desemprego e os programas sociais”, enfatizou.

Em 2024, a Abras projeta crescimento de 2,5%. Segundo Milan, o controle da inflação está permitindo a recomposição do poder de compra dos consumidores, enquanto o reajuste do salário mínimo acima da inflação oficial também deve ajudar a impulsionar as compras nos próximos meses. “O cenário macroeconômico sinaliza para um crescimento gradual do consumo ao longo do ano acompanhando as sazonalidades, o comportamento das principais safras, os fatores climáticos como excesso de chuva, secas e ondas de calor e a demanda internacional de alimentos”, afirma.

Milan completa dizendo que há ainda o efeito do pagamento do abono salarial do PIS/Pasep, que deve, segundo a Abras, destinar R$ 28 bilhões a 25 milhões de trabalhadores.

com informações da Agencia Brasil

Post Anterior

Em nota, CTB declara apoio à greve geral na Argentina

Próximo Post

SintraSuper, FEC e CTB debatem situação do Carrefou na SRTE-BA